Um deputado do parlamento do Quénia terá, alegadamente, batido numa colega, porque esta não terá alocado dinheiro para o seu partido. Uma fotografia da vítima está a circular nas redes sociais e a alimentar a polémica a nível internacional.

Rashid Kassim, do partido Wajir East, terá esbofeteado Fatuma Gedi, do Comité Financeiro da instituição, no parque de estacionamento do parlamento, depois de a confrontar.

Uma fotografia, tirada alegadamente depois do ataque, mostra Fatuma Gedi em lágrimas e com sangue nos lábios. A imagem foi partilhada no Twitter e rapidamente tornou-se viral.

 

Segundo a BBC, depois do ataque, vários homens gozaram com a situação, desvalorizando a agressão, o que fez com que todas as deputadas abandonassem o parlamento como forma de protesto.

Uma das deputadas, Sabina Wanjiru Chege, disse à BBC, que alguns dos outros membros do parlamento começaram a brincar com a situação e afirmaram que “era dia das chapadas”. Para além disto, acrescentaram que as “mulheres precisavam de ter maneiras e de saber como tratar os homens”.

Depois de abandonarem o parlamento, as deputadas exigiram a prisão de Rashid Kassim, que foi depois detido.

Somos todos membros do parlamento… não somos menos do que eles”, concluiu Sabina Wanjiru Chege.