Longas filas e caos foram os cenários com que vários passageiros se depararam nos aeroportos indianos, numa altura em que estão a ser retomados os voos domésticos, dois meses após terem sido interrompidos devido à pandemia do novo coronavírus.

Segundo a BBC, a imprensa local dá conta de quase 100 voos cancelados, mas muitos chegaram a partir.

O estado de Maharashtra, que tem o maior número de casos de Covid-19 na Índia, sublinhou que apenas ia permitir 50 voos por dia, levando a vários cancelamentos.

"O nosso voo foi cancelado e não há ninguém que nos ajude. Não sabemos o que fazer agora", disse à agência de notícias ANI um passageiro na cidade de Chennai, no sul.

Este passageiro referiu que ele e a sua família estão na cidade desde o dia 15 de março e finalmente tinham comprado os bilhetes para regressarem a casa, em Mumbai, mas só descobriram que o voo tinha sido cancelado depois de chegarem ao aeroporto.

O caos intensificou-se ainda mais depois da companhia aérea Air India ter confundido horários de partida.

A segurança aeroportuária está a intensificar as medidas preventivas. Os agentes estão a medir a temperatura dos passageiros e a verificar se descarregaram a aplicação de rastreamento da Covid-19. Outras das medidas incluem a desinfeção de sapatos e malas.

Até ao momento, a Índia registou mais de 138 mil casos de Covid-19.

Lara Ferin