O astronauta norte-americano Alan Bean morreu sábado num hospital em Houston, no Texas, nos Estados Unidos, aos 86 anos.

A notícia da morte de Bean, o quarto homem dos 12 homens que até hoje pisaram a Lua, foi avançada pela família e noticiada também pela agência espacial norte-americana NASA.

Alan Bean foi um dos astronautas que integrou a missão Apollo 12, a segunda a conseguir alunar. Depois de Neil Armstrong, Buzz Aldrin e Pete Conrad, foi o quarto a pisar o solo do satélite da Terra.

Quatro meses depois de o astronauta Neil Armstrong ter pisado a Lua pela primeira vez na história da humanidade, a bordo da Apollo 11 (Julho de 1969), o solo lunar foi então pisado por Bean, numa missão destinada a explorar a superfície do satélite e recolher amostras.

Segundo informações da agência espacial norte-americana NASA, Bean passou 31 horas na Lua, colhendo amostras lunares  com o comandante da missão, Peter Conrad.

Numa missão de 1973, Alan Bean bateu um recorde mundial ao passar 59 dias em órbita na Skylab, a primeira estação espacial norte-americana que viria a ser destruída em 1979.

Alan era o homem mais forte e amável que já conheci. Ele era o amor da minha vida e sentirei muito sua falta. Um nativo do Texas, Alan morreu pacificamente em Houston rodeado daqueles que o amavam", disse numa nota para a imprensa, Leslie Bean, mulher do astronauta durante 40 anos.

Depois de reformado, Bean dedicou-se à pintura.