A Alemanha voltou esta quinta-feira a superar os dois mil novos casos de covid-19 em 24 horas, com o autarca de Berlim, Michael Müller, a ponderar aumentar as medidas de contenção em vigor.

O país registou um aumento de 2.143 casos de covid-19 em relação ao dia anterior, para um total de 278.070 desde o início da pandemia. O número de vítimas mortais chega agora às 9.428, uma subida diária de 19.

As novas infeções identificadas na Alemanha pelo Instituto Robert Koch (RKI) voltam agora a valores registados em abril.

Na cidade-estado de Berlim, o número de contágios foi de 199 nas últimas 24 horas, para um total de 13.573.

Presumo que tenhamos de voltar a impor determinadas restrições”, assumiu Michael Müller no canal ZDF, adiantando que pode vir a ser proibido o consumo de álcool em espaços públicos ou limitar o número de pessoas que podem conviver no mesmo espaço.

Esta quarta-feira, a Alemanha acrescentou a Área Metropolitana de Lisboa à lista de regiões de risco devido ao aumento de infeções por covid-19.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros germânico incluiu também na sua 'lista vermelha' regiões de países como França, Dinamarca, Irlanda, Croácia, Países Baixos, Áustria, Roménia, Eslovénia, Hungria e República Checa.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 971.677 mortos e mais de 31,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.928 pessoas dos 70.465 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

/ CE