A cidade de Erftstadt foi a mais fustigada pelas cheias que estão a devastar a Alemanha. Foi naquela localidade da Renânia-Vestefália que um deslizamento de terras deixou um rasto de destruição, provocando a morte a várias pessoas, deixando milhares desaparecidos.

Os últimos balanços apontam para a morte de mais de 130 pessoas em toda a Alemanha, o país mais afetado pelas chuvas torrenciais, que fizeram rebentar todos os reservatórios de água, destruindo por completo muitas localidades. Das muitas vítimas mortais, grande parte é desta localidade, onde a TVI esteve a testemunhar os dias depois do desastre.

Já sem chuva, mas ainda com toda a área alagada, o jornalista Pedro Moreira testemunhou in loco a destruição causada pela força das águas.

A água veio na quinta-feira por volta das 16:00. Entrou na cidade e inundou tudo. Por volta das 02:00 estava tudo inundado", afirma Stefan, um habitante de Erftstadt.

Numa área agrícola, a exploração que pertence a Stefan teve vários animais ameaçados, entre os quais cerca de 100 cavalos. Os proprietários acabaram por evacuar o local, mas agora não sabem como vão regressar à atividade.

Mesmo dentro do desastre, os alemães congratulam-se pelo espírito de solidariedade entre todos os habitantes.

Pedro Moreira