Alexei Navalny, hospitalizado em coma em Berlim, apresenta “indícios de envenenamento”, divulgou esta segunda-feira o hospital na capital alemã que está a acompanhar o opositor russo, com os médicos a acreditarem, porém, que o ativista político estará fora de perigo.

Num comunicado, o Hospital Charité precisou que a equipa médica que está a acompanhar Navalny detetou a presença de “inibidores da colinesterase” (que podem estar associados, por exemplo, a inseticidas) no sistema do opositor russo.

O desfecho da doença ainda é incerto" e as sequelas a longo prazo, "principalmente no domínio do sistema nervoso, ainda não podem ser descartadas nesta fase", acrescentou a unidade hospitalar, após a realização de vários testes ao opositor russo.

Principal opositor do Presidente russo Vladimir Putin, conhecido pelas investigações anticorrupção a membros da elite russa, Alexei Navalny, de 44 anos, foi admitido neste hospital na Alemanha no sábado passado após ter sido transferido da Sibéria.

Alexei Navalny sentiu-se mal na quinta-feira durante um voo de regresso de Tomsk, na Sibéria, para Moscovo.

/ JGR