Um caçador americano pagou 110 mil dólares (mais de 97 mil euros) para conseguir uma autorização para matar uma cabra montanhesa rara no Paquistão. Num vídeo publicado no Facebook é possível ver Bryan Kinsel Harlen a escalar as montanhas da região de Gilgit, numa área conservada, antes de abater o animal, celebrar com os guias e puxar o animal pelos cornos para a fotografia troféu.

"Foi um tiro fácil e próximo e estou contente por levar este troféu", vangloriou-se ao jornal paquistanês Dawn.

Bryan é o terceiro americano a pagar uma quantia avultada para a época de caça na vila de Sassi, em Gilgit. De acordo com o departamento do ambiente de Gilgit-Baltistan, os 97 mil euros - o valor mais alto de sempre - permitiram a Bryan caçar livremente espécies raras na região.

Em janeiro, dois outros americanos - Dianda Christopher Anthony e John Amistoso - pagaram 93 e 88 mil euros para caçarem livremente cabras montanhesas na mesma zona.

Até agora, 50 animais selvagens foram abatidos só na época 2018/2019.