agredir o primeiro-ministro espanhol











“PP ladrões (…) demitam Mariano, a vergonha de Pontevedra”








eleições de domingo

“Tenho a cara um pouco inchada. O médico receitou-me uma pomada e um analgésico. (…) Não retiro conclusões políticas disto e peço que ninguém o faça. Estamos num país civilizado e não andamos à bofetada. Foi uma exceção”, disse numa entrevista à Telecinco.




“Não temos que mudar a nossa forma de fazer campanha [só] porque aconteceu uma exceção que confirma a regra geral do civismo”.