O foco da pandemia Covid-19 está instalado nos Estados Unidos, que têm cerca de um quarto do total de infetados em todo o mundo. A situação é particularmente grave no estado de Nova Iorque, e o governador Andrew Cuomo admite: "Não temos ventiladores suficientes. Ponto."

Andrew Cuomo atualizou os números do estado esta sexta-feira, revelando que existem agora 102.863 casos confirmados de Covid-19, sendo que 10.482 foram registados nas últimas 24 horas. O total de óbitos confirmados é agora de 2.935, o que representa um crescimento de 562 vítimas mortais em relação ao último balanço.

A cidade de Nova Iorque é mesmo a mais afetada do estado, e de todo o país. São já 57.159 casos registados na Big Apple.

A situação é de tal forma crítica que o governador aconselhou mesmo as pessoas a fazerem as suas próprias máscaras, acrescentando que o estado irá providenciar ajuda financeira, caso ela seja necessária.

Precisamos de mais mantimentos. Precisamos da vossa ajuda. Se conseguirem fabricar material de proteção individual peço-vos que o façam. Nova Iorque pode custear a operação", disse.

Andrew Cuomo apela ainda à cooperação nacional, lembrando que este não é um problema estadual: "Este é um desastre nacional". Já foi criada uma plataforma onde profissionais de saúde se podem inscrever para ajudar, sendo que mais de 20 mil já se voluntariaram.

Ajudar o próximo está no ADN norte-americano", acrescenta Andrew Cuomo.

O número total de infetados nos Estados Unidos ultrapassa os 250 mil, e já morreram mais de seis mil pessoas.

António Guimarães