Uma bebé de dois anos ficou ferida depois de ter caído dentro de uma jaula de rinocerontes no jardim zoológico Brevard, na Flórida, Estados Unidos.

De acordo com a CNN, a criança e os pais estavam a usufruir de uma experiência privada em que podiam estar a poucos metros de rinocerontes brancos, no primeiro dia do ano. A família teve a oportunidade de tocar e de escovar os animais a partir de uma área reservada do zoo, que estava apenas separada por postes de aço. 

Durante a visita, a criança ultrapassou a estrutura de proteção e caiu na jaula dos animais. 

A vedação que separa os visitantes e a jaula dos rinocerontes brancos

De acordo com Andrea Hill, diretora de marketing e de comunicação do jardim zoológico, os rinocerontes acabaram por ferir a menina depois de uma aproximação demasiado rápida e brusca.

Um comunicado divulgado pelo diretor, Keith Winsten, o jardim zoológico revelou os pormenores do incidente.

Durante o encontro, os participantes e os rinocerontes estão separados por vários postes de aço. Segundo testemunhas, a criança tropeçou e caiu para a jaula, passando dois postes. Pelo menos, um rinoceronte feriu a menina com o corno.”

Durante o incidente, o pai da bebé entrou rapidamente na jaula e conseguiu resgatá-la dos animais. A menina foi encaminhada para o hospital Arnold Palmer Hospital for Children, e, segundo o pai, “está tudo a correr bem.”

Hoje foi um dia difícil para a nossa família”, afirmou o pai, através de um comunicado do hospital.

Os pais da criança foram também transportados para o centro médico de Orlando, na Flórida, após terem ficado feridos ao resgatar a filha. No entanto, o departamento de Resgate de Bombeiros de Brevard County afirmou que os ferimentos do casal são ligeiros.

O comunicado divulgado pelo zoológico revelou também que desde o início do programa de interação com os animais, em 2009, nunca aconteceu nenhum incidente nestes encontros com os animais. A administração do zoo expressou ainda a sua preocupação para com o nível de segurança da experiência e prometeu tomar medidas.

A nossa preocupação número um é a segurança e o bem-estar dos nossos visitantes. (…) A segurança sempre teve a maior importância para nós. Suspendemos o programa até revermos os nossos procedimentos para assegurarmos que esta situação não se volta a repetir”.