Um homem de 42 anos morreu depois de uma raia lhe ter perfurado o abdómen e lhe ter causado um ataque cardíaco, na praia de Lauderdale, na costa australiana da Tasmânia.

As indicações que temos são de que os ferimentos foram feitos por um animal marinho", afirmaram inicialmente as autoridades australianas.

Mais tarde, a polícia divulgou que o ataque tinha sido causado por uma raia.

De acordo com a CNN, o homem, que estava a nadar sozinho no local, foi retirado da água por amigos antes de os serviços de emergência chegarem. A vítima morreu depois de as manobras cardiorrespiratórias não terem sido bem-sucedidas.  

O homem foi identificado pela ABC, a emissora nacional da Austrália, como Nicolas Ricketts, um canalizador, que já tinha estado ao serviço da Marinha australiana.

A maioria das raias não é venenosa, mas existem algumas espécies que o são. Alguns sintomas de picadas de raia são suores, palidez, náuseas e vómitos, diarreia e alterações no ritmo cardíaco.

Os ataques de raias a seres humanos são extremamente raros, de acordo com o biólogo marinho Peter Last, citado pela ABC.

Um dos ataques mais famosos aconteceu em 2006, quando o apresentador australiano Steve Irwin, conhecido como "o caçador de crocodilos" devido ao seu programa de televisão da vida selvagem, morreu quando a cauda de uma raia lhe trespassou o peito e lhe atingiu no coração, num acidente na costa norte da Austrália.