Um incêndio consumiu a histórica Catedral de Notre-Dame, em Paris, causando danos de valor incalculável. O fogo, que começou na segunda-feira, pelas 18:50 (17:50 em Lisboa), só foi completamente extinto na manhã desta terça-feira.

O presidente francês, Emmanuel Macron, confirmou que a edificação principal foi "salva e preservada", mas a estrutura superior desabou. Restou apenas um terço do telhado.

Imagens do "antes" e do "depois" do incêndio mostram o nível de destruição das chamas.

(Arraste o cursor na infografia para ver o antes e o depois)

Muitas obras de arte religiosa foram mantidas na catedral e não puderam ser removidas. Parte do tesouro foi salvo, assim como a coroa de espinhos, as vestes de Saint Loius e alguns cálices. Muitos vitrais permanecem intactos.

As causas do incêndio ainda não são conhecidas, mas tudo indica que estejam ligadas às obras de reconstrução que estavam em curso. O Ministério Público francês abriu uma investigação. 

Os líderes das principais instituições da União Europeia manifestaram, esta terça-feira, a sua solidariedade com França na sequência do incêndio na catedral de Notre-Dame, em Paris, e a vontade de participar nos esforços de reconstrução do monumento gótico.