O secretário-geral das Nações Unidas avisou esta sexta-feira que há um "risco sério" de a cimeira do clima que começa domingo em Glasgow falhar nas metas de aprofundamento do Acordo de Paris para combater as alterações climáticas.

"Há um sério risco de que Glasgow não cumpra", declarou António Guterres aos jornalistas em Roma, antes de uma cimeira que junta as 20 maiores economias mundiais.

Guterres indicou que há "dúvidas sérias" sobre os compromissos que muitos países continuam sem apresentar e sem os quais se continua a "caminhar para uma catástrofe climática".

Mesmo que os países que ainda não renovaram os seus compromissos nacionais o façam, comprometendo-se com reduções substanciais de emissões de gases com efeito de estufa, poderão não ser suficientes para manter o aquecimento global até fim do século em dois graus centígrados acima do que se verificava na era pré-industrial.

Indicou que os líderes dos países do G-20 que estão em Roma, e que são responsáveis pela maior parte das emissões, têm uma oportunidade de "encaminhar as coisas" para a cimeira de Glasgow (COP26) resultar.

A 26.ª Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas decorre de 31 de outubro a 12 de novembro.

/ RL