Jordan tem 9 anos e vive numa casa, em Oklahoma, nos Estados Unidos, com outros jovens sem família. Na semana passada, a estação de televisão KFOR, afiliada da CNN, fez uma reportagem sobre si e as suas palavras tocaram, literalmente, milhares de norte-americanos.

“Espero que um de vocês me escolha. Só quero ter uma família. Ter alguém a quem chamar pai, mãe. Ou só mãe, ou só pai. Isso não importa”, afirmou quando o jornalista lhe deu oportunidade para pedir três desejos.

E as palavras de Jordan parecem ter sido ouvidas. Milhares de pessoas, de diversos estados norte-americanos, contactaram as autoridades, para se inscreverem e poderem adotar o menino. Isso mesmo foi confirmado à CNN pelo Departamento responsável pelas crianças em lares de acolhimento de Oklahoma.

“Ter uma família, uma família, uma família. Esses são os meus únicos desejos”, afirmou ainda Jordan que, quando crescer, sonha ser polícia.

À CNN, a responsável pelo departamento de adoções, confessou que preferia que o jovem ficasse numa família de Oklahoma, para que pudesse manter uma relação com o seu irmão mais novo, recentemente adotado.

Casey White acrescentou ainda que alguns dos potenciais candidatos, que se ofereceram para adotar Jordan, já estavam inscritos no departamento e estavam a cumprir toda a burocracia exigida nestas situações, quando ouviram o apelo.

“O nosso principal objetivo é encontrar a melhor família para cada criança e, por isso, é maravilhoso ter uma vasta variedade de famílias por onde escolher. Para que assim, seja possível encontrar o par perfeito para cada criança, já que cada criança tem as suas próprias e únicas necessidades”, disse.

Nos últimos seis anos Jordan não teve uma vida fácil e mudou-se muitas vezes. Segundo Casey White ele já passou por muitos traumas e sofreu muitas perdas e por isso, defende que “ele precisa muito de uma família compreensiva. Uma família já com experiência em educar filhos, de preferência, com experiência em lidar com crianças que sofreram traumas”.

As autoridades estão otimistas em encontrar uma família perfeita para Jordan entre todos os que se sentiram tocados pelo apelo do menino. Mas as autoridades esperam ainda que história de Jordan mostre a realidade de milhares de crianças que esperam para ser adotadas.
 

/ PP