O Irão apreendeu um petroleiro estrangeiro por contrabandear petróleo no Golfo Pérsico, avança a agência Reuters citando a televisão estatal iraniana. 

Uma embarcação estrangeira que contrabandeava um milhão de litros de combustível na Ilha de Larak no Golfo Pérsico foi apreendido", informou esta quinta-feira a televisão iraniana, citando a Guarda Revolucionária do Irão. O petroleiro foi apreendido no domingo e terá 12 pessoas a bordo.

Segundo a imprensa internacional, o petroleiro foi apreendido em águas nacionais iranianas a sul da Ilha de Larak, no estreito de Ormuz, depois de ter lançado um pedido de socorro. 

As autoridades norte-americanas já tinham informado de que suspeitavam que um petroleiro com bandeira do Panamá, o MT Riah, tinha sido arrestado em águas iranianas, depois de ter deixado de transmitir a sua localização precisamente no domingo passado. A identificação do petroleiro, porém, ainda não foi confirmada.

Entretanto, o guia supremo do Irão, o ayatollah Ali Khamenei, já garantiu que o país vai retaliar pela apreensão de um petroleiro iraniano pelas autoridades britânicas em Gibraltar, considerando que se tratou de “um ato de pirataria”.

Num discurso emitido pela televisão estatal iraniana, o ayatollah assegurou que o arresto do navio não ficará sem resposta, afirmando que a reação virá quando for oportuna.

Se Deus quiser, a República Islâmica e os seus aliados não deixarão esse mal sem uma resposta”, afirmou.

O Irão tem exigido que a Marinha britânica liberte o petroleiro que está arrestado em Gibraltar, território britânico no sul de Espanha, desde o início do mês.

O arresto do ‘Grace I’ foi feito com base em suspeitas de violação das sanções europeias sobre transporte de petróleo bruto para a Síria.

/ BC