As chuvas torrenciais registadas nas últimas horas no centro e oeste do Japão causaram inundações e provocaram pelo menos dois mortos e uma vintena de desaparecidos, além de danos em infraestruturas como pontes e estradas, segundo dados oficiais.

O temporal que atingiu o arquipélago nipónico afetou sobretudo as prefeituras de Kanagawa e Shizuoka, a sudoeste de Tóquio, onde caíram, respetivamente, mais de 790 e 550 milímetros de chuva nas últimas 72 horas, segundo dados da Agência Meteorológica japonesa.

Rios transbordaram e registaram-se inundações e aluimentos de terras nas zonas mais afetadas, desastres que, segundo peritos, são cada vez mais frequentes no arquipélago nipónico na época estival de chuvas devido aos efeitos das alterações climáticas.

O Governo convocou o gabinete de crise para responder à catástrofe e enviar ajuda urgente para a zona, tendo sido mobilizados militares do Exército.

O temporal acontece a três semanas da inauguração dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

A ocorrência mais grave registou-se em Atami, localidade encravada entre escarpas e a costa e onde as fortes chuvadas provocaram aluimentos de terra que arrasaram cerca de 300 habitações, estando cerca de 20 pessoas dadas como desaparecidas, afirma a agência espanhola Efe.

Segundo a Efe, em imagens filmadas por cidadãos e divulgadas nas redes sociais, é possível ver como uma gigantesca avalanche de lama arrastou edifícios inteiros, carros e parte das linhas de comunicações e da estrada de acesso a Atami, um destino turístico popular pelos seus "onsen", banhos termais japoneses.

As autoridades locais deram conta da recuperação, até ao momento, de dois corpos que foram arrastados pela lama até à zona portuária da cidade, continuando as buscas pelos desaparecidos, e ordenaram a evacuação da cidade, onde residem cerca de 20.000 pessoas, bem como de outras localidades do sudoeste do Japão.

O alerta máximo continua em vigor nas prefeituras de Shizuoka, Kanagawa e Chiba.

As chuvas torrenciais provocaram ainda interrupções na rede de transportes ferroviários, tendo sido suspensos os serviços de alta velocidade entre Tóquio e Shin-Osaka e outras linhas locais, informaram as empresas.

A Agência Meteorológica do Japão alertou para o risco de continuarem a ocorrer inundações e deslizamentos de terras durante o fim de semana na costa ocidental do país, uma vez que se mantêm as previsões de chuvas torrenciais.

/ AG-Atualizada às 13:17