impressionado

o ministro do Interior revelou o nome do suspeito

"Foi um crime de caráter terrorista. A identidade do suspeito está a ser confirmada, mas sabemos que pode ser Yacine Sali", precisou Cazenouve, acrescentando que o homem foi detido em 2006 por radicalização, que tem ligações salafistas e que "não se sabe se a radicalização está relacionada com fatores terroristas".


"O suposto autor do crime foi neutralizado depois do crime por um bombeiro de Isère que entrou no local e com muita coragem neutralizou o indivíduo. Tenho de agradecer a este bombeiro pela sua prontidão na intervenção", afirmou o ministro do Interior. 







"Ouvimos um grande estrondo", contou uma testemunha à BFMTV.


François Hollande regressa a Paris para Conselho de Defesa


presidente francês fez uma declaração à imprensa

"A intenção foi, de certeza, provocar uma explosão. O ataque foi de natureza terrorista", afirmou Hollande antes de regressar a Paris.





Le Pen: são precisas "medidas firmes e fortes" contra o terrorismo


A presidente da Frente Nacional afirmou que são necessárias, "de imediato", "medidas firmes e fortes" contra o "terrorismo islamita".

"Agora, as grandes declarações devem parar. As marchas, slogans e comunicação emocional devem finalmente dar lugar à ação. Durante anos, nada foi feito contra o fundamentalismo islâmico (...) Pedimos que sejam tomadas, imediatamente, medidas firmes e fortes para derrotar o islamismo", escreveu Marine Le Pen em comunicado.


"Pedimos solenemente ao governo que faça luz sobre as circunstâncias exatas deste ataque e de tire todas as lições deste ataque para melhorar o nosso nível de vigilância. Depois de várias semanas, pedimos ao governo que tome todas as medidas indispensáveis para assegurar a proteção dos nossos compatriotas na continuidade das propostas que fizémos", escreve Sarkozy.

Vigilância reforçada nos locais sensíveis