Um jovem de 18 anos entrou esta terça-feira numa creche e matou três crianças e duas funcionárias em Saudades, no oeste do estado brasileiro de Santa Catarina.

O agressor estava munido de uma faca durante o ataque e usou-a para matar as vítimas. Foi, entretanto, levado de urgência para um hospital da região após se ter golpeado com a arma.

De acordo com relatos transmitidos nos meios de comunicação social brasileiros, as funcionárias esconderam os bebés quando o agressor iniciou o ataque. 

 

As idades das vítimas não foram transmitidas pelas autoridades. Segundo o município, a creche atende alunos do berçário, até 3 anos.

A Polícia Militar foi accionada para o local cerca das 10:30 horas locais (14:30 em Portugal) após ter recebido denúncias de que uma pessoa entrou na creche e estava a atacar alunos e professores com uma arma branca.

Em declarações aos jornalistas, a secretária municipal de Educação, Gisela Hermann, descreveu o ataque como aterrorizante: “Chegamos lá, uma cena de terror. Consegui entrar na escola. Havia uma pessoa deitada no chão, mas ainda vivo, uma professora morta, uma criança morta também. A sala estava fechada, não nos deixaram entrar."

A governadora em exercício do estado de Santa Catarina, Daniela Reinehr, decretou luto de três dias devido ao ataque.

Decreto luto oficial de três dias no estado após a tragédia em Saudades, onde morreram crianças e professoras de um centro de educação infantil. Manifesto profunda tristeza e presto minha solidariedade. Determinei que o governo dê todo o amparo necessário às famílias", escreveu a governadora na rede social Twitter.

Saudades é um pequeno município do extremo oeste de Santa Catarina, com cerca de 10 mil habitantes.