Um deputado britânico tentou salvar o polícia esfaqueado, durante o ataque desta quarta-feira, à entrada do edifício do parlamento.

Tobias Ellwood, deputado do Partido Trabalhista e responsável pela pasta do Médio Oriente e África no Ministério dos Negócios Estrangeiros britânico, socorreu o agente com manobras de reanimação e efetuou respiração boca-a-boca.

Várias fotos do deputado “herói” ensanguentado na cara estão a ser partilhadas nas redes sociais.

Como escreve o The Telegraph, Ellwood, um ex-militar, não saiu do local até à chegada do helicóptero que transportou o polícia para o hospital.

Veja também: ataque em Londres faz vários mortos e feridos

Apesar dos esforços do deputado, o polícia acabou por morrer no local, segundo a BBC.

Ele tentou realizar respiração boca-a-boca e travar a hemorragia provocada pelos vários ferimentos causados pela faca até à chegada do helicóptero com a equipa médica”, disse fonte próxima de Ellwood ao Telegraph.

Em 2002, o irmão do deputado foi morto em Bali no atentado que vitimou 202 pessoas, dos quais 27 britânicos.

Ao início da tarde desta quarta-feira, um carro atravessou a ponte de Westminster, em Londres, e abalroou várias pessoas. Parou junto ao parlamento britânico, tendo o suspeito esfaqueado um polícia junto ao edifício.

O homem foi atingido a tiro pelas autoridades.

Quatro pessoas morreram e 20 ficaram feridas, segundo dados da polícia britânica.

Élvio Carvalho