Uma bomba explodiu numa mesquita da província de Nangarhar, no leste do Afeganistão, durante as orações desta sexta-feira. Os relatos variam em relação ao número de vítimas, mas a Associated Press indica pelo menos três mortos e 15 feridos. Já alguns residentes apontam para 12, incluindo o imã do local.

O ataque terá ocorrido pelas 13h30 horas no distrito de Spin Ghar, perto de Jalalabad, capital da província. O porta-voz do governo, Qari Hanif, disse que a bomba parece ter sido plantada na mesquita, localizada na cidade de Traili. Os talibãs já confirmaram o sucedido e afirmam tratar-se de um atentado.

Embora a região seja predominantemente muçulmana sunita, vários ataques a mesquitas têm ocorrido no Afeganistão desde o domínio dos talibãs, duas delas frequentadas por minorias xiitas. Foram reivindicados pelo ISKP, Estado Islâmico na província de Khorasan, que defende uma “jihad” global e mais rigorosa. Ainda assim, os rostos por trás deste incidente não vieram a público.   

Desde que assumiram o poder no país há cerca de três meses, os talibãs têm levado a cabo uma campanha de oposição violenta contra o EI, garantindo acabar com a ameaça da organização jihadista. 

Sofia Marvão