Um português foi agredido na localidade de Picassent, em Espanha, depois de quase ter atropelado um casal e o filho bebé numa passadeira. 

Nas imagens de uma câmara de videovigilância, divulgadas pela Guardia Civil, é possível ver um carro prateado a virar à esquerda, atravessando-se à frente de um casal com um carrinho de bebé. Na verdade, se o presumível pai da criança não tivesse tido uma reação tão rápida, ao dar uma passo atrás e a puxar o carrinho, o cenário poderia ter sido bem mais trágico.

O condutor, ao aperceber-se do que tinha acontecido, travou de imediato, saiu do carro e pediu desculpa. É possível vê-lo a juntar as mãos enquanto o fazia.

No entanto, o pai da criança não reagiu bem e acabou por proferir um soco na cara deste homem, que fez com que ele caísse de imediato no chão e batesse de forma muito violenta com a cabeça.

Depois deste momento de tensão, é possível ver-se vários populares a aproximarem-se para ajudar o homem que caiu inconsciente no chão. O próprio do agressor colocou-o de lado em posição de segurança. 

Ora, de acordo com a Guardia Civil, os moradores chamaram a polícia, mas o agressor não esperou pela chegada das autoridades e abandonou o local. 

Já o português, que ficou gravemente ferido, foi atendido no centro de saúde mais próximo, tendo posteriormente sido transportado para o Hospital Universitário de Valência. Depois de ter recebido alta hospitalar, apresentou queixa pelos ferimentos, mas também pelos danos causados ao carro, que ascendeu os 605 euros. Se olharmos mais uma vez para as imagens, é possível ver o pai da criança a pontapear a viatura. 

Após várias diligências, o agressor, um espanhol de 32 anos, acabou por ser detido e está acusado dos crimes de ofensa à integridade física e danos a veículo. O caso, que remonta a 7 de junho, seguiu para tribunal e aguarda agora a decisão de um juiz. 

Cláudia Évora