Um australiano aterrou o avião que pilotava pela primeira vez quando o instrutor que lhe dava a primeira aula de aviação perdeu os sentidos ao comando da aeronave, um Cessna de dois lugares.

Foi no sábado passado que Max Sylvester se aventurou na primeira lição de voo, com a mulher e os três filhos a assistirem no solo.

Quando estava a 1900 metros de altitude lançou um pedido de socorro, depois de o instrutor ter desmaiado e ele ter sido incapaz de o acordar.

Segundo a AFP, o controlador aéreo que respondeu ao pedido de ajuda perguntou-lhe de imediato se sabia operar o avião. "Esta é a minha primeira aula", respondeu.

A primeira coisa que vamos fazer é garantir que as asas continuam niveladas", disse a torre de controlo a Sylvester, que foi instruído a manter a altitude e a passar pela pista antes de tentar aterrar, para ter uma noção mais exata do local e ficar mais à vontade para fazer a manobra.

Durante todo processo, o controlador aéreo que guiou Sylvester disse-lhe várias vezes que estava a fazer um "ótimo trabalho". 

O aluno, na casa dos 30 anos, acabou por conseguir aterrar o Cessna cerca de 20 minutos depois do pedido de auxílio, já com a intervenção de um piloto familiarizado com os comandos do avião que rapidamente conseguiu chegar à torre de controlo. 

O instrutor foi levado para o hospital e terá sofrido uma convulsão durante o voo. Mantém-se em estado crítico, mas estável. 

Já o instruendo acabou por receber da Air Australia Internacional, a companhia para a qual trabalhava o professor, o certificado de primeiro voo a solo.