«A mulher disse-nos que não conseguia tocar no fundo do buraco, por isso estava a tentar nadar e a manter-se acima da água, para evitar o risco de novos desabamentos de lama», afirmou Stephanie Palamberis, uma paramédica, ao jornal The Australian.