A Unesco recomenda que Grande Barreira de Corais seja incluída na lista de locais do Património Mundial que estão em perigo. A barreira está a ser cada vez mais destruída pelas alterações climáticas e o pelo aumento da temperatura dos oceanos.

Um relatório  das Nações Unidas aponta culpas ao governo australiano por não ter feito o suficiente para proteger a Grande Barreira de Corais das mudanças climáticas, acusação que o governo australiano refuta.

O plano exige compromissos mais fortes e claros para combater urgentemente os efeitos das alterações climáticas, mas também no sentido de acelerar a melhoria da qualidade da água", explica o relatório da Unesco.

Se a recomendação dos peritos forem implementadas será a primeira vez que um sítio do património mundial natural seria colocado na lista de locais em perigo devido aos impactos da crise climática.

O aquecimento global causado pela queima de combustíveis fósseis levou a que as temperaturas do oceano aumentassem. Este fenómeno levou a perda de cor e a degradação dos corais.

A Unesco recomenda que a situação seja acompanhada de perto e que o governo australiano apresente um relatório, até fevereiro de 2022, delineando novas medidas para proteger o recife.

/ IC