Pelo menos 17 pessoas ficaram feridas após um homem ter detonado um explosivo num autocarro, no sudoeste da China, onde na semana passada nove chineses morreram atropelados por um carro, foi noticiado esta quinta-feira.

A polícia local, citada pelo jornal South China Morning Post, de Hong Kong, adiantou que a detonação, na tarde de quarta-feira, causou ferimentos a 17 pessoas, que foram transportadas para um hospital de Leshan, encontrando-se estáveis.

Nas imagens de videovigilância do autocarro divulgadas nas redes sociais, vê-se um homem a entrar, a acender um volume embrulhado num pano, a atirar o que tinha na mão e a fugir imediatamente antes da deflagração.

A explosão, embora não fosse de grande potência, partiu as janelas do autocarro, que ficou envolto pelo fumo, e gerou o pânico entre os passageiros.

Nesta mesma cidade da província de Sichuan, nove pessoas morreram na terça-feira da passada semana, depois de um carro se ter desviado bruscamente para o passeio e ter colidido com uma paragem de autocarro, por razões ainda desconhecidas.