O presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, autorizou a exumação do cadáver do seu antecessor, Yasser Arafat, anunciou um responsável palestiniano, Saeb Erekat, nesta segunda-feira.

A decisão é revelada alguns dias depois de a televisão Al¿Jazeera divulgar que um instituto suíço encontrou indícios de uma substância radioativa, o polónio, em objetos pertencentes a Arafat, renovando rumores de que o líder histórico palestiniano foi envenenado.

O instituto disse serem necessários testes aos restos mortais de Arafat para confirmar aqueles dados e Abbas estará disposto a permitir uma autópsia.
Redação / CM