A Coreia do Sul anunciou ter disparado tiros de aviso contra um avião militar russo que violou esta manhã o espaço aéreo sul-coreano.

A primeira violação ocorreu depois das 09:00 (01:00 em Lisboa) e durou três minutos. Pouco depois, o avião russo entrou novamente no espaço aéreo sul-coreano por mais quatro minutos.

Em resposta, a Força Aérea sul-coreana disparou tiros de aviso.

De acordo com a agência France-Presse (AFP), que cita fonte governamental, é a primeira vez que um avião russo viola o espaço aéreo sul-coreano.

O incidente ocorreu perto das Ilhas Dokdo, reivindicadas como Takeshima por Tóquio, que acusa a Coreia do Sul de ocupá-las ilegalmente.

Exército russo nega

O exército russo negou ter violado o espaço aéreo sul-coreano. Os russos disseram que os seus aviões estariam a voar "sobre as águas neutras no Mar do Japão".

Dois bombardeiros Tu-95MS, das forças armadas russas, fizeram um voo planeado sobre as águas neutras do Mar do Japão", afirmou o Ministério da Defesa da Rússia num comunicado, acrescentando que "nenhum tiro de advertência” foi disparado pela Coreia do Sul.

Essa é a primeira invasão desse tipo desde o final da Guerra da Coreia, em 1953.

/ JFP