Alterações climáticas são a maior ameaça para as gerações futuras

O Presidente dos Estados Unidos não terminou o discurso do Estado da União sem abordar as alterações climáticas, e considerou que estas são a «maior ameaça para as gerações futuras».

O líder dos EUA afirmou que não vai permitir aos deputados que «ponham em perigo a saúde das crianças ao atrasarem o relógio» no âmbito do combate às alterações climáticas.

«2014 foi o ano mais quente do planeta desde que há registos. (…) Ouvi dizer que algumas pessoas querem ignorar a evidência afirmando que não somos cientistas, que não dispomos de informação suficiente para atuar. Bem, eu também não sou cientista, mas conheço muitos, muito bons», afirmou.