Apanhar um táxi voador e conhecer na vertical Barcelona e Santiago de Compostela pode muito bem vir a ser uma realidade no pós-pandemia, com a entidade que gera a navegação aérea espanhola a anunciar planos para concetizar o projeto em 2022.

De acordo com a Enaire, o governo espanhol está a trabalhar em conjunto com diversos projetos europeus que envolvem o uso de táxis voadores para transportar pessoas em áreas urbanas e semi-urbanas.

Outro plano da entidade é o uso alargado de drones para recolher e carregar bens essenciais para os moradores destas zonas.

Precisamos de trazer a mobilidade urbana para a terceira dimensão: o espaço aéreo. E precisamos de fazer isso da maneira mais eficiente e sustentável possível ”, disse o diretor-geral da Enaire, Ángel Luis Arias, durante uma conferência online esta semana.

 

A Enaire está envolvida em dois projetos financiados pela União Europeia que pertencem ao programa Horizon 2020, o maior de pesquisa e inovação da UE até ao momento. Um é liderado pela Organização Europeia para a Segurança da Navegação Aérea, o outro pela multinacional de tecnologia Everis.

O plano é que ambos os projetos tragam os táxis aéreos para a Europa em 2022”, disse a Enaire em comunicado, sublinhando que a entidade “administrará o voo dos primeiros táxis aéreos da Espanha”, que acontecerá em 2022, em Barcelona e Santiago de Compostela.

Os drones de transporte de passageiros têm sido pilotados com sucesso nos últimos anos por empresas como a chinesa Ehang e a startup alemã Volocopter.

No dia 15 de julho de 2019, a empresa espanhola Tecnalia revelou um protótipo para um drone de transporte de passageiros completamente autónomo e sem piloto. 

Este vídeo mostra o protótipo em ação.

O táxi, projetado para transportar uma pessoa ou carga de até 150kg, tem uma altura de cruzeiro entre 100 metros e 300 metros, e pode percorrer distâncias de até 15km em 15 minutos.