No meio do campo de guerra que se tem vivido nos últimos dias nas principais ruas de Barcelona, um pai foi obrigado a abandonar a própria casa com o filho bebé nos braços. Têm sido vários os incêndios provocados por manifestantes mais radicais e um desses ameaçou a habitação de Josep Suriñach. 

As imagens de aflição deste pai foram partilhadas pelo líder dos Cidadãos, Albert Rivera, numa publicação na rede social Twitter, na qual escreveu "não há direito".

No vídeo é possível ver Josep Suriñach a protestar daquela situação e os bombeiros a pedir que se acalmasse, enquanto o afastavam das chamas e dos protestos. 

O incidente ocorreu na noite de terça-feira, no bairro Eixample, onde manifestantes mais radicais pegaram fogo a carros, motas e contentores. Devido à dimensão que estes incêndios foram ganhando, os bombeiros em conjunto com as autoridades locais foram evacuando os prédios das imediações para que não houvesse feridos. 

Josep Suriñach, em declarações aos meios de comunicação locais, disse que tinha entrado em contacto com Albert Rivera e que lhe pediu para não usar aquelas imagens com fins políticos, mas não obteve qualquer resposta.

Disse ainda que nunca teve intenções de falar sobre este caso publicamente, mas que decidiu fazê-lo depois de ver vários políticos a uitilizarem a sua imagem, nomeadamente, Lorena Roldán, deputada do partido Cidadãos, que levou o caso ao parlamento espanhol.