Os prejuízos causados pelos protestos desta semana na Catalunha ascendem a 2, 5 milhões de euros. O balanço é da autarquia de Barcelona e não inclui ainda os estragos causados no pavimento das ruas na última noite.

Outros números divulgados neste domingo dão conta de que continua em estado muito grave, embora com ligeiras melhoras, um agente da polícia nacional de Espanha. O polícia sofreu um traumatismo crânio encefálico durante as manifestações na sexta-feira à noite em Barcelona.

Dois manifestantes foram também hospitalizados em estado grave.

Nas últimas horas, o presidente do governo regional catalão voltou a tentar falar com o primeiro-ministro espanhol, mas fontes do Palácio da Moncloa disseram que Pedro Sánchez está indisponível para o diálogo enquanto Quim Torra não condenar "rotundamente" a violência.