Pelo menos 14 pessoas morreram no norte da Índia, após a derrocada de um glaciar dos Himalaias que provocou uma enxurrada de lama e detritos sobre duas barragens e algumas habitações, indicaram esta segunda-feira as autoridades.

"Um total de 15 pessoas foram resgatadas e 14 corpos foram encontrados em vários locais até agora", de acordo com um novo balanço do Governo do estado de Uttarakhand, encontrando-se ainda pelo menos 125 pessoas desaparecidas.

O anterior balanço apontava para três mortos.

O desastre foi provocado pela derrocada do glaciar Nanda Devi, no estado indiano de Uttarakhand no domingo.

A central hidroelétrica de Rishigana, a primeira sobre a qual a enxurrada se abateu, ficou destruída e a de Dhauliganga seriamente danificada, disse um porta-voz da guarda de fronteira indo-tibetana, Vivek Pandey.

Ambas as barragens situam-se no rio Alaknanda, que corre dos Himalaias até ao Ganges.

Em 2013, milhares de pessoas morreram no estado de Uttarakhand depois de fortes chuvas terem provocado aluimentos de terras e enxurradas.

/ HCL