O atual primeiro ministro israelita, Benjamin Netanyahu, leva vantagem na contagem dos votos das eleições legislativas, de terça-feira, contra o seu principal opositor, o centrista Benny Gantz, anunciou hoje a comissão eleitoral do país.

Com cerca de 60% dos votos contados, o partido de Netanyahu, Likud, tem 27,59% dos votos, em comparação com 26,04% arrecadados pelo partido de Benny Gantz, Azul e Branco.

Segundo as projeções da rádio e da televisão pública de Israel, o partido de Netanyahu poderá ter cerca de 40 assentos dos 120 deputados do Parlamento (Knesset) e o seu principal opositor cerca de 35.

Durante um discurso nesta madrugada em Tel Aviv, o primeiro-ministro, perante os seus apoiantes, afirmou ter obtido "uma vitória incrível".

"A direita representada pelo partido Likoud alcançou uma clara vitória nas eleições”, afirmou Netanyahu, após o encerramento das urnas, às 22:00 locais (20:00 em Lisboa), prevendo que possa formar Governo de coligação.

A participação eleitoral nas eleições foi de 67,9%, quase quatro pontos percentuais a menos do que nas eleições legislativas de 2015, de acordo com o jornal digital Times de Israel.

O novo Governo israelita apenas deverá entrar em funções dentro de várias semanas, após um período de consultas e de procedimentos.

No dia 17 de abril, a comissão eleitoral deverá publicar os resultados preliminares após a contagem da maioria de votos.