A incidência acumulada em sete dias aumentou na Alemanha até aos 165,3 casos por 100 mil habitantes, face a 136,4 na semana passada, com 11.437 novos contágios nas últimas 24 horas, menos 1.800 do que na segunda-feira anterior.  

O número de mortos por covid-19 ascendeu a 92, face a 99 há uma semana, de acordo com os dados do Instituto Robert Koch (RKI) atualizados durante a madrugada. 

O pico da incidência registou-se no dia 22 de dezembro com 197,6 novas infeções por cada 100 mil habitantes no período de uma semana. 

O fator semanal de reprodução (R) situa-se em 1,16, o que significa que cada 100 infetados contagiam em média 116 pessoas.

Na Alemanha, o número de casos positivos ascende a 3.153.699, desde o início da pandemia e o de mortes a 80.006. 

No período de uma semana, as autoridades sanitárias notificaram 137.466 novos contágios sendo que o RKI estima que os casos ativos ascendem nesta altura a 286.500.

Nas unidades de cuidados intensivos estavam internados no domingo 4.842 pacientes com covid-19 (mais 56 em 24 horas), dos quais 2.723 precisavam de respiração assistida de acordo com a Associação Interdisciplinar Alemã de Cuidados Intensivos e Medicina de Urgência (DIVI).

Atualmente, 20.209 camas das unidades de cuidados intensivos do país estão ocupadas.

Até sábado à tarde na Alemanha receberam as duas doses da vacina 5.452.990 pessoas (6,5% da população) e 15.906.352 a primeira dose do composto.

/ LF