Um avião da Air India foi obrigado a aterrar de emergência em Londres, esta quinta-feira, no aeroporto de Stansted, devido a uma alegada ameaça de bomba.

A polícia britânica confirmou a existência de um "alerta de segurança".

No entanto, depois de ter sido feita uma vistoria ao aparelho, o porta-voz da Air India disse que a bomba era falsa. Uma fonte policial já tinha avançado à agência Reuters que se trataria de um falso alarme.

O voo da Air India partiu da cidade indiana de Bombaim, em direção a Newark, nos Estados Unidos, e encontrava-se no espaço aéreo do Reino Unido quando os pilotos receberam a ameaça.

O Boeing 777-337 foi escoltado por caças britânicos até ao aeroporto de Stansted, um dos cinco aeroportos da Grande Londres e aquele para onde são desviados todos os voos com problemas de segurança devido à proximidade da RAF, a força aérea britânica. Aterrou eram 10:15 em Londres, a mesma hora em Lisboa.

As movimentações no aeroporto foram canceladas temporariamente para que o aparelho da Air India pudesse aterrar em segurança, mas já regressaram à normalidade, indicou, ainda, a polícia.

O avião esteve temporariamente numa zona mais afastada das normais operações do aeroporto, sob vigilância das autoridades.

Não é conhecido o número de passageiros a bordo.

Inicialmente, a Air India, através do Twitter, anunciou uma aterragem de emergência devido a ameaça de bomba, mas depois apagou a publicação.