O primeiro-ministro britânico anunciou que o Reino Unido vai doar 20 milhões de doses da vacina AstraZeneca contra a covid-19 aos países em desenvolvimento como parte dos esforços para partilhar vacinas com os países que têm mais falta.

Boris Johnson fez o anúncio ao chegar a Roma para uma cimeira do Grupo dos 20 líderes.

O Reino Unido diz que 10 milhões de doses foram enviadas para o programa de partilha de vacinas COVAX, apoiado pelas Nações Unidas, e mais 10 milhões vão seguir nas próximas semanas.

Estas vacinas juntam-se a 10 milhões de doses que já foram entregues, e fazem parte do compromisso da Grã-Bretanha em partilhar 100 milhões de doses com nações mais necessitadas até meados de 2022.

Boris Johnson exortou o clube das potências económicas a fazer pressão para que a população mundial esteja vacinada até ao final de 2022, dizendo que “a primeira prioridade como G-20 deve ser avançar com a distribuição rápida, equitativa e global de vacinas”.

A Grã-Bretanha e outras nações ricas foram acusadas de acumular mais vacinas do que as necessárias, enquanto alguns países, especialmente em África, têm poucas ou nenhumas.

O antigo primeiro-ministro britânico Gordon Brown, um enviado da Organização Mundial de Saúde, exortou as nações do G-20 a acelerarem o envio e a transportarem por via aérea as doses não utilizadas para o mundo em desenvolvimento.

O líder britânico também espera concentrar as mentes do G-20 nos compromissos climáticos enquanto se prepara para acolher a cimeira do clima das Nações Unidas em Glasgow, Escócia (COP 26), que começa no domingo.

/ AG