Um bebé de oito meses morreu de sarampo no Rio de Janeiro, vinte anos após a última morte causada por esta doença no estado brasileiro.

Davi Gabriel morreu no dia 6 de janeiro, mas a confirmação só foi anunciada esta sexta-feira pela secretaria Estadual de Saúde. 

Em 2020 já foram registados 189 casos desta doença no país, sendo que, no ano passado, o número de pessoas infetadas com sarampo atingiu os 333.

De acordo com estimativas da Organização Mundial de Saúde e do Centro para Controlo e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, o sarampo matou mais de 140.000 pessoas em 2018.

A maioria das mortes ocorreu entre crianças menores de cinco anos. A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou para o aumento "alarmante" dos casos de sarampo em todo o mundo, atribuindo a progressão da doença a falhas nos programas nacionais de vacinação e a crenças falsas.

Em 2019, o número de casos em todo o mundo triplicou e foram declarados surtos na América Latina (Brasil e Venezuela), onde o sarampo foi considerado erradicado.

/ HCL