O número de mortos na sequência do temporal que atingiu na madrugada de terça-feira a Baixada Santista, no litoral do estado brasileiro de São Paulo, subiu para 19, segundo informações divulgadas hoje pela Defesa Civil.

Além dos mortos, os bombeiros procuram 29 desaparecidos, nos municípios de Guarujá, Santos e São Vicente.

O número de desalojados é 155 no Guarujá, seis em São Vicente e 37 em Santos.

As autoridades informaram que já foram disponibilizadas 15,6 toneladas de materiais de ajuda humanitária (colchões, cobertores, cestas básicas, água sanitária e água potável) aos municípios afetados. Tais materiais permanecerão armazenados no depósito do Fundo Social de Santos e serão distribuídos mediante solicitação das defesas civis municipais.

O coordenador estadual de Proteção e Defesa Civil, coronel Walter Nyakas Junior, permanece na região, em reuniões com o gabinete de crise, avaliando as necessidades e a atuação das equipas de salvamento.

A chuva provocou alagamentos e deslizamentos de terra em várias ruas nas cidades da Baixada Santista e também a interdição de parte de duas rodovias, bloqueadas pela queda de barreiras.

As tempestades não prejudicam apenas o litoral de São Paulo, mas também outras cidades da região sudeste do país.

Cinco pessoas morreram no Rio de Janeiro no último fim de semana e cerca de cinco mil ficaram desabrigadas em áreas atingidas por temporais.

Carros foram arrastados pela corrente que invadiu as ruas, alguns bairros ficaram sem energia e várias pessoas tiveram de ser desalojadas por receios de deslizamentos de terra.

A cidade de São Paulo também foi afetada por tempestades, que pioraram desde 10 de fevereiro e provocaram pelo menos três mortos.

Outras 60 pessoas morreram devido às fortes chuvas em Belo Horizonte, a terceira maior região metropolitana do Brasil, e em outras cidades do estado de Minas Gerais.

O Ministério da Defesa Civil de Minas Gerais contabilizou, no início de fevereiro, 45.200 pessoas desalojadas das suas casas devido a inundações e deslizamentos de terra.

/ CM