Tinha apenas 38 anos, era uma mulher saudável, lutava na frente de combate à Covid-19, por ser enfermeira na rede municipal de saúde de Goiânia, no Brasil, mas acabou por testar positivo ao novo coronavírus no final de março, morreu este sábado.

Adelita Ribeiro deu entrada no Hospital do Coração de Goiânia, em Goiás, no Brasil, três dias depois de concluir o último turno, no dia 30 de março. Sentiu-se mal, aparentemente com uma quebra de tensão, mas foi diagnosticada com Covid-19, tendo ficado internada nos cuidados intensivos, com sintomas agudos da doença, dá conta o jornal Folha de S. Paulo. Apesar de ter apresentado algumas melhorias, acabou por ter de ser entubada, sucumbindo ao vírus. 

Nas redes sociais, as homenagens à enfermeira multiplicam-se: "Adelita Ribeiro é a 1.ª vítima fatal de Covid-19 entre os profissionais de saúde em Goiás. Em nome dela, pedimos: #fiqueemcasa".

A morte da profissional de saúde está a chocar o Brasil, não só por se tratar de uma pessoa nova, e sem doenças prévias à contração do vírus, mas também porque Adelita participou numa campanha, com os colegas de trabalho, a apelar aos brasileiros que respeitassem o isolamento social.

Ela só pediu pra que fique em casa. Pois ela sabia da gravidade deste vírus.

MEUS SENTIMENTOS A TODOS OS FAMILIARES...

Publicado por Wilson Rodrigues em  Sábado, 4 de abril de 2020

O governador do estado de Goiás também já se pronunciou publicamente sobre a morte da mulher de 38 anos.

Uma heroína que perdeu a vida para salvar vidas. A luta de Adelita Ribeiro, técnica de enfermagem e laboratório, morta aos 38 anos, vítima do coronavírus, jamais será esquecida pelo estado. Essa é a minha palavra como governador de Goiás. (...) Milhares de profissionais (...) como ela estão na linha da frente em defesa dos goianos. Expostos a riscos, longe de seus familiares, pensando em ajudar a quem precisa. Cumprindo um juramento de salvar vidas. (...) perdeu a vida diante de um vírus que mata, independentemente da idade".

 

Uma heroína que perdeu a vida para salvar vidas. A luta de Adelita Ribeiro, técnica de enfermagem e laboratório, morta...

Publicado por Ronaldo Caiado em  Domingo, 5 de abril de 2020

Até agora, o Brasil regista 11.281 casos de infeção pelo novo coronavírus, dos quais resultaram 487 mortos.

Emanuel Monteiro