Dois alunos armados com um revólver e uma faca entraram hoje numa escola do estado brasileiro do Paraná e atiraram sobre vários colegas, ferindo dois.

O caso ocorreu no Colégio Estadual João Manoel Mondrone, em Medianeira, município localizado no oeste do Paraná e a 60 quilómetros da cidade fronteiriça de Foz do Iguaçu.

Segundo informações da polícia militar, dois alunos ficaram feridos, um dos quais em estado grave.

O atirador e outro adolescente, que supostamente lhe dava cobertura, foram presos e levados às autoridades. Os jovens disseram à polícia que eram vítimas de ‘bullying’ e tinham cinco alvos no ataque.

O delegado Denis Merino, que está a acompanhar o caso, considerou que se trata de um atentado.

Os alunos eram vítimas de bullying. Um veio com uma bomba e o outro com uma arma. A bomba foi explodida no pátio do colégio. Na carta encontrada na mochila de um dos alunos ele justifica-se sobre o que aconteceu. Ele sentia-se menosprezado e humilhado", disse.

Depois do ocorrido, as aulas foram suspensas e os alunos dispensados.