Um Pinguim-de-Magalhães foi encontrado morto na praia de Juquehy, em São Sebastião, litoral do Estado de São Paulo, no Brasil. O animal, encontrado no último dia 9 de setembro, morreu depois de engolir uma máscara de proteção facial.

A necrópsia ao animal foi feita pelo Instituto Argonauta, responsável pela preservação das espécies costeiras no litoral de São Paulo. Os médicos veterinários encontraram uma máscara dobrada do modelo N-95, indicada para o uso hospitalar, dentro do estômago do pinguim.

A equipe do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) do Instituto Argonauta para Conservação Costeira e Marinha foi acionada para recolher o animal morto na Praia de Juquehy, em São Sebastião/SP. De acordo com informações da equipe técnica, ele estava muito magro e com muita areia em todo o corpo", escreveu o instituto no Facebook.

De acordo com o site do Instituto Argonauta, o oceanógrafo Hugo Gallo Neto, presidente do Instituto Argonauta, diz que há um aumento na quantidade de lixo encontrado nas praias.

Nós já vínhamos alertando o aparecimento de máscara e esse caso é a prova inequívoca de que esse tipo de resíduo causa mal e mortalidade também na fauna marinha, além da irresponsabilidade da pessoa que dispensa uma máscara em um lugar inadequado, pois é um lixo hospitalar com risco de contaminação de outras pessoas", explica.

O especialista considera que a acumulação de lixo deixado nas praias estão a “tornar-se um problema crónico”.

Manuela Micael