Matteo Salvini, líder da extrema-direita italiana e ministro do Interior, felicitou Jair Bolsonaro pela vitória nas eleições presidenciais do Brasil, através da rede social Twitter. No post, afirmou também que vai pedir a extradição do ex-ativista italiano de exterma-esquerda, Cesare Battisti.

Mesmo no Brasil os cidadãos mandaram a esquerda para casa! Bom trabalho para o Presidente Bolsonaro, a amizade entre os nossos povos e os nossos governos será ainda mais forte!!!”, escreveu Matteo Salvini.

Num segundo post que fez, Matteo Salvini mostrou interesse em “pedir que o terrorista vermelho seja enviado de volta para Itália”, referindo-se a Cesare Battisti, que está no Brasil desde 2004, onde foi preso três anos depois.

Cesare Battisti foi condenado à pena de prisão perpétua por terrorismo, em Itália, depois de ter sido acusado do homicídio de quatro pessoas na década de 70.

Um pedido de extradição de Cesare Battisti chegou a ser feito pelo governo italiano, mas o ex-presidente brasileiro Lula da Silva decidiu que o ex-membro do grupo Proletários Armados pelo Comunismo ficaria no Brasil.

Jair Bolsonaro sucede a Michel Temer como 38.º Presidente da República Federativa do Brasil.

Veja também: