Um adolescente de 17 anos está a poucos dias de se graduar em Harvard, uma das universidades mais prestigiadas do mundo. O diploma vai ser entregue no dia 30 de maio, apenas 12 dias depois de ter terminado o ensino secundário. 

Braxton Moral, natural de Ulysses, no estado norte-americano do Kansas, contou à CNN que os pais o inscreveram em Harvard quando ele tinha apenas 11 anos. O jovem entrou ao abrigo do programa de extensão escolar de Harvard, que se destina a pessoas que trabalhem durante o curso ou que revelem uma inteligência fora do comum para a idade, como é o caso de Braxton.

Os meus pais perceberam que eu estava aborrecido na escola, então encontraram a Escola de Extensão”, disse Braxton.

A maioria das aulas de Braxton foram frequentadas através da Internet, mas o curso requereu a presença em Harvard durante 16 horas. Para isso, a escola secundária do jovem reduziu-lhe a carga horária.

No próximo dia 30, Braxton vai receber um diploma da conclusão do bacharelato em Artes Liberais. O passo seguinte do jovem é uma licenciatura em Direito, tendo, desta feita, preferência pela universidade de Columbia, em Nova Iorque. A ideia será especializar-se em Direito Constitucional. 

Carlos Moral, pai de Braxton, contou à Associated Press que foi no terceiro ano que a família percebeu que o filho era realmente diferente. A escola chamou Carlos e a mulher para lhes dizer que Braxton deveria saltar um ano. “Disseram-nos que ele não era apenas inteligente. Ele era muito, muito inteligente”, contou Carlos.

Também a irmã de Braxton, 12 anos mais velha, lembra que o irmão sempre foi muito talentoso: “Quando era pequeno já tinha um vocabulário extraordinário. Ele pode olhar ou ler qualquer coisa que vai lembrar-se para sempre.”

Acabada a experiência em Harvard, Braxton vai publicar um livro sobre a sua passagem por aquela faculdade e como viveu o desafio. Segundo a sinopse de “Harvard no Coração”, a publicação narra a história de “um menino intelectualmente dotado de uma pequena aldeia agrícola do oeste do Kansas”.

Segundo a Times, Braxton tem como inspiração o excêntrico Elon Musk, fundador da Tesla e o lutador Conor McGregor.