O presidente da Comissão Europeia lamenta o chumbo do acordo de saída do Reino Unido da UE pelo parlamento britânico. Agora, “o risco de uma saída desordenada aumentou”. 

O risco de uma saída desordenada do Reino Unido aumentou com o voto de hoje à noite. Embora não queiramos que tal suceda, a Comissão Europeia vai continuar o seu trabalho de contingência para ajudar a garantir que a UE está completamente preparada”.

Do lado da União Europeia, “o processo de ratificação do Acordo de Saída continua”. Bruxelas prosseguirá o seu plano de contingência.

Juncker exorta o Reino Unido “a clarificar as suas intenções tão brevemente quanto possível”.

Faz também questão de lembrar que “o tempo está quase a esgotar-se”, dado a consumação do Brexit estar agendada para 29 de março próximo.