Os líderes da União Europeia estudam já a possibilidade de alargar o prazo para a saída do Reino Unido. A notícia, avançada pelo The Times esta quarta-feira, garante que ministros dos governos francês e alemão mostraram-se disponíveis para estender as negociações com o governo de Theresa May.

A proposta inicial contemplava uma extensão das negociações até junho de 2019, mas, com o chumbo do acordo pelo Parlamento, o prazo deverá ser alargado até 2020. O objetivo é evitar uma saída sem acordo, numa altura em que este é o cenário mais provável

A rejeição pelo parlamento britânico do acordo negociado pela primeira-ministra britânica deixa em aberto várias hipóteses de desfecho sobre a saída do Reino Unido da União Europeia. Em cima da mesa está a possibilidade de ser celebrado um novo acordo, um novo referendo ou a saída sem acordo. 

Para já, se a moção de censura ao Governo for rejeitada, Theresa May tem três dias úteis para apresentar um plano alternativo.