Brian Laundrie, namorado de Gabby Petito, tem experiência de sobrevivência durante longos períodos no meio da natureza, revelou um antigo colega de trabalho à imprensa norte-americana. 

O jovem de 23 anos foi dado como desaparecido e está a ser procurado, após a polícia ter encontrado o corpo da namorada na Floresta Nacional de Bridger-Teton, no estado do Wyoming. Mas agora as autoridades temem que a procura pelo jovem será muito mais complicada do que o inicialmente previsto.

Em declarações ao jornal New York Post, um antigo colega de Laundrie revelou que o jovem costumava falar bastante sobre sobrevivência e gabava-se de, uma vez, ter sobrevivido durante seis semanas a acampar. 

Numa conversa sobre caminhadas, Brian disse-me que o tempo mais longo que passou na floresta foi de seis semanas e gabou-se de ter apenas um pacote grande de biscoitos de queijo ou manteiga de amendoim consigo, durante todo esse tempo", contou. 

As revelações surgem horas depois de as autoridades terem levantado sérias dúvidas em relação ao paradeiro do jovem. Interrogados pela polícia, os pais do jovem afirmaram que o rapaz lhes tinha dito que ia passear para o parque natural de Carlton, no seu estado natal da Florida.

Agora, as autoridades acreditam que o jovem possa ter mentido aos pais, complicando ainda mais uma já muito complexa caça ao homem, que dura há seis dias. 

A jovem de 22 anos tinha sido vista pela última vez no dia 24 de agosto quando estava a sair de um hotel em Salt Lake City. Ela falava regularmente ao telefone com os pais mas a partir de determinada altura passou a fazê-lo por mensagens. Os pais questionam agora se essas últimas mensagens terão sido realmente escritas pela filha. A última vez que Gabby entrou em contacto com os pais foi no final de agosto, quando o casal estava na área do Parque Nacional de Grand Teton, tendo sido aí que se iniciou a busca.

No passado dia 1 de setembro, Laundrie regressou a North Port com a carrinha de Gabby - uma van Ford Transit de 2012 - mas sem a namorada. 

No passado dia 11, a família de Gabrielle participou o seu desaparecimento às autoridades. Na terça-feira, a polícia foi a casa de Laundrie para tentar obter informações mas ele recusou-se a falar com a polícia e, pouco depois, saiu de casa com uma mochila, dizendo aos pais que ia passar uns dias na reserva natural. 

Brian Laundrie foi declarado "pessoa de interesse" no caso, mas não foi ainda acusado de nenhum crime. O advogado da família de Laundrie, Steven Bertolino, disse na sexta-feira que o seu paradeiro "é atualmente desconhecido".

Nesse mesmo dia Richard Stafford, advogado da família Petito, disse num breve comunicado à CNN: "Toda a família de Gabby quer que o mundo saiba que Brian não está desaparecido, ele está escondido".

No passado fim de semana, dezenas de agentes da polícia e do FBI realizaram buscas numa área que se estende por mais de cem quilómetros quadrados, de acordo com o Departamento de Polícia de North Port. As buscas incluíram a utilização de drones e cães de caça que usaram roupas e objetos pessoais de Laundrie para detetar o seu cheiro.

O corpo foi encontrado no domingo mas a investigação policial continua e o FBI pediu a todos os que tenham informações ou que possam ter visto o casal nos últimos meses, sobretudo entre 27 e 30 de agosto, para entrarem em contacto com as autoridades.