Os chefes de Estado e de Governo da União Europeia a 27 adotaram hoje, em Bruxelas, as grandes linhas orientadoras para as negociações com Londres com vista à concretização da saída do Reino Unido do bloco europeu.

No primeiro Conselho Europeu formalmente com formato a 27, os líderes europeus não precisaram de mais de um quarto de hora para adotar as diretrizes da União para as negociações com o Reino Unido, como constatou o presidente da Comissão Europeia.

“Unidade em ação: a UE27 adotou as orientações sobre o artigo 50.º em menos de 15 minutos”, escreveu Jean-Claude Juncker na sua conta na rede social twitter.

Também o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, anunciou na mesma rede social a celeridade com que os chefes de Estado e de Governo adotaram “unanimemente” os grandes princípios orientadores para as discussões com Londres que decorrerão ao longo dos próximos dois anos, afirmando que está pronto um “mandato político firme e justo para as negociações do Brexit”.

Os chefes de Estado e de Governo da União Europeia a 27, entre os quais o primeiro-ministro António Costa, estão hoje reunidos, em Bruxelas, numa cimeira destinada à adoção das orientações para as negociações com Londres, com a presença do negociador-chefe da UE, Michel Barnier, a quem será posteriormente dado um mandato para conduzir as negociações em representação dos “Vinte e Sete”.

O mandato para Barnier deverá estar pronto até 22 de maio, mas as negociações só deverão arrancar depois das eleições no Reino Unido marcadas para 08 de junho.

/ PP