O presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, foi recebido este sábado pelo Papa Francisco, no Vaticano, numa audiência em que foi abordada a educação moral e religiosa no arquipélago africano e a beatificação do escravo Manuel.

A informação foi avançada pelo portal oficial Notícias do Vaticano.

O chefe de estado cabo-verdiano reuniu-se também com o cardeal Pietro Parolin, secretário de estado, e com o reverendo Miroslaw Wachowski, subsecretário para as relações com os estados, segundo a mesma fonte.

Durante os encontros, que, de acordo com o portal, decorreram “num ambiente cordial”, foram evocadas “as boas relações bilaterais, reforçadas pelo acordo entre a Santa Sé e a República de Cabo Verde, que entrou em vigor em 3 de abril de 2014.

Foi também manifestada a satisfação pelos passos positivos recentemente empreendidos para a concretização de parte do mencionado Acordo, auspiciando a sua plena atuação num futuro próximo”, refere o Notícias do Vaticano.

Neste contexto, foi feita referência “à importância da educação moral e religiosa nas escolas públicas do país para a promoção dos valores da família e da sociedade”.

Acenou-se ainda ao processo de beatificação do escravo Manuel, de origem cabo-verdiana”, acrescenta-se no texto publicado.

Simultaneamente, foram tocadas questões de interesse nacional e regional, entre as quais “o fenómeno da migração e a manutenção da paz na África Ocidental”, indica o portal.