Um jornalista afegão apresentou o noticiário, em direto, rodeado por oito talibãs armados. 

O momento foi partilhado na internet, depois de os militares talibãs invadirem o edifício da Etilaatroz, no domingo,  exigindo que os jornalistas falassem com os membros do grupo fundamentalista e os elogiassem. 

 Yalda Hakim, da BBC, partilhou o video do acontecimento com a hashtag "Jornalismo nao é crime".

Em estúdio, um jornalista visivelmente intimidado falou sobre o colapso do governo e afirmou que o povo afegão não deve ter medo dos talibãs.

O clip de 42 segundos já tem mais de um milhão de visualizações e mostra um grupo de oito homens talibãs, armados, a cercarem os dois homens afegãos.

O jornalista Zaki Daryabi partilhou filmagens da redação e admitiu, no Twitter, que estes episódios eram inaceitáveis. Se continuarem, vão parar de trabalhar. 

Redação / IM