São poucos os que ficam indiferentes ao cheiro de uma cama lavada, mas mesmo quando parecem limpos, os lençóis podem esconder outra verdade. Com base num trabalho realizado por Manal Mohammed, uma professora catedrática de Microbiologia Médica da Universidade de Westminster, no Reino Unido, a BBC Brasil, criou um texto explicativo do que está escondido na nossa cama e que não será muito diferente do que pode ser encontrado, por exemplo, num lavatório.

Na verdade, a combinação de suor, saliva, caspa e células mortas são um ambiente de eleição para bactérias, germes, vírus fungos e até pequenos insetos.

Por exemplo, cerca de um terço da população é portadora da bactéria Staphylococcus aureus, mesmo sem sintomas, e a transferência da mesma para os lençóis é uma realidade. Esta bactéria é bastante contagiosa e pode causar doenças diversas como infeções cutâneas ou até pneumonia.

Enquanto dormimos a nossa pele também liberta cerca de 500 milhões de células mortas e estas podem atrair ácaros ou percevejos. Os ácaros podem causar alergias e até asma. Já os percevejos deixam marcas de picadas no corpo e podem acusar insónias e ansiedade. A maior diferença está na forma como os podemos combater. Para os percevejos é preciso uma equipa de exterminação, enquanto para os ácaros bastará lavar a roupa da cama com uma temperatura elevada.

As toalhas de casa de banho e os panos da cozinha também desenvolvem a presença de germes, e daí até chegarem ao nosso corpo e à nossa cama, é um pequeno saltinho. Para quem tem animais de estimação, o risco é maior.

Para a maioria das pessoas, lavar os lençóis todos os dias é impossível, por isso, arejar a cama, puxando tudo para trás é uma ajuda. É ainda aconselhável mudar a roupa da cama todas as semanas.

Além dos lençóis, os colchões também podem ser uma fonte contaminação. Ter uma capa e lavá-la a cada 1/2 semanas é uma boa solução. Aspirar o colchão e virá-lo com frequência também é uma ajuda. A cada dez anos, este deverá ser trocado.

Já as almofadas podem ser trocadas com mais frequência que os lençóis, a cada 2/3 dias.

A temperatura para lavar a roupa da cama deve estar entre os 40 e os 60 graus.

Tomar banho à noite, não dormir durante o dia e retirar a maquilhagem são mais alguns truques. Tal como não comer na cama, não deixar os animais de estimação subir para a cama e tirar sempre as meias de andar por casa antes de se deitar.

Redação / PP